Ciclistas protestam por mais respeito e segurança no trânsito em Ribeirão Preto, SP

Com camisetas brancas, grupo pedalou por avenidas na zona sul da cidade. Comissão quer apoio do MP por instalação de ciclovias e registro para bikes.

25/10/2015 22h24 - Por: G1 Ribeirão e Franca

Ciclistas protestam por mais respeito e segurança no trânsito em Ribeirão Preto, SP
Foto: Carlos Trinca/EPTV

Cerca de 100 ciclistas realizaram um protesto na manhã deste domingo (25) em Ribeirão Preto (SP) reivindicando mais segurança e respeito no trânsito. O grupo percorreu as principais avenidas da zona sul e alguns participantes amarraram fitas pretas nos braços, simbolizando os esportistas que foram assaltados na cidade.

Só em outubro, pelo menos três ciclistas foram vítimas de ladrões, segundo registros da Polícia Civil. Um deles foi o biomédico Marco Pinto Corrado, de 57 anos, baleado em uma tentativa de assalto quando voltava para casa após o treino, na marginal da Avenida Bandeirantes, próximo ao campus da USP. Ele permanece internado em recuperação.

“A gente não tem um lugar adequado, a gente enfrenta muita insegurança, não temos respeito dos veículos, é uma sequência de ações que não favorecem a prática do ciclismo na cidade. São pessoas de bem, que querem apenas fazer um esporte, sendo vitimizadas”, disse o ciclista Renato Rodrigues Pereira, um dos organizadores do ato.

Vestindo camisetas brancas, os ciclistas partiram da Praça Matheus Nader Nemer, no Jardim Canadá, e seguiram até o Parque Doutor Luiz Carlos Raya, no Jardim Botânico. O percurso incluiu as avenidas Independência, Nove de Julho, Antônio Diederichsen e Maurílio Biagi, onde funciona a ciclofaixa aos domingos.

A professora Sônia Regina dos Santos, que é namorada do ciclista baleado em outubro, afirmou que a manifestação teve como objetivo mostrar para o poder público que os esportistas são unidos e precisam de espaço na cidade. Sônia disse ainda que Corrado passa bem e, assim que estiver recuperado, voltará a pedalar.

“O direito de ir e vir está sendo afrontado de uma maneira que está saindo do controle. Se não houver mobilização, conscientização, um movimento do bem, as coisas ruins vão se tornando banais e os valores vão se invertendo cada vez mais”, disse.

  
Registro para bikes

Durante a semana, parte dos ciclistas também se reuniu com o promotor de Justiça Naul Felca para pedir apoio às exigências do grupo, como a instalação de mais ciclovias na cidade, faixas exclusivas para bicicletas em ruas e avenidas, além da construção de um parque com espaço destinado à prática desse esporte.

O empresário Carlos Henrique Arduíno, que também é um dos organizadores do movimento, explicou que o MP já possui um projeto que propõe a criação de uma lei municipal obrigando o registro de todas as bicicletas existentes em Ribeirão. A medida, segundo Arduíno, poderia reduzir o número de roubos desses veículos.

“O projeto sugere que a Coderp tenha esse cadastro geral. Seria feito um cadastro das bikes que já existem, as usadas, e as novas sairiam das lojas com o registro. É um selo especial em que constariam as informações, aliado ao chassi. Isso facilitaria a fiscalização da polícia”, afirmou Arduíno.

Fotos

Últimas notícias de Região

Página 1 de 143